IMG_20200730_195158_200

Promover a conscientização de alunos e servidores sobre a importância de cumprir os protocolos de segurança sanitária para garantir um retorno seguro à sala de aula é um dos principais objetivos do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) neste contexto de pandemia. No dia 3 de agosto, primeira etapa do retorno das atividades de ensino, as aulas serão retomadas em três unidades da capital: Instituto Benjamin Constant (IBC), Escola Padre Estelio Dalison e Escola Francisca Saavedra.

Para propiciar o suporte emocional necessário durante a retomada das aulas presenciais em Manaus, uma equipe do Cetam, formada por psicólogos e assistentes sociais, está realizando capacitação para 18 finalistas do curso de psicologia da Fametro, orientando-os a recepcionar os alunos nesse retorno às aulas. Eles irão ajudar na acolhida dos estudantes de cursos técnicos e especializações técnicas e, posteriormente, nos Centros Estaduais de Convivência da Família (CECFs), quando retornarem as aulas dos cursos de qualificação profissional nesses espaços.

“Nosso objetivo é que essa volta às aulas ocorra de forma responsável e humanizada. Por isso, estamos promovendo um ambiente solidário e capacitando os futuros psicólogos para fazerem esse contato inicial com as turmas”, explicou Renan Ribeiro, psicólogo do Cetam, ressaltando a importância desse projeto para a melhoria física, mental e social da comunidade escolar.

A assistente social Tainá Abecassis, servidora da instituição, informou que os universitários também estão sendo orientados a conscientizar a comunidade escolar sobre a necessidade de mudanças de hábito de higiene e possíveis implicações emocionais que podem ser acarretadas por conta disso. “A equipe está sendo preparada para dar o suporte psicossocial a estudantes, instrutores e gestores diante do restabelecimento das aulas”, frisou Tainá.

Esta semana, durante a capacitação realizada no auditório da Escola de Educação Profissional Padre Estelio Dalison, os universitários aprenderam mais a respeito da Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus. As explicações foram dadas pelo enfermeiro Onã Santos de Melo, que aproveitou para falar sobre a importância do uso correto da máscara e da higienização das mãos com água, sabão e álcool em gel, como parte das medidas de prevenção.

No encontro também esteve presente Simone Perna Pinheiro, psicóloga da linha de frente do Hospital Delphina Aziz, unidade responsável pelo atendimento a pacientes com Covid-19. “Vou passar aos estudantes de psicologia o que vivenciamos diariamente na unidade de saúde. Desde o atendimento de pacientes nos leitos, acolhimento a parentes até a conscientização para o não relaxamento da prevenção.”

A universitária Larissa dos Santos Dourado, 24, aluna finalista de psicologia, considera de extrema importância as orientações recebidas. “Na parte acadêmica, nossa atuação, nas escolas do Cetam, servirá como atividades complementares exigidas para a conclusão do curso. Essas palestras estão nos capacitando para que possamos auxiliar os alunos que tiverem dúvidas sobre algum dos procedimentos adotados”, ressaltou Larissa.

Orientações seguidas – Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), nas salas de aula, as cadeiras serão dispostas de forma a garantir o distanciamento social mínimo recomendado, reduzindo a quantidade de alunos em cada sala de aula, e será obrigatório o uso de máscaras por alunos e servidores. Em todas as unidades, será disponibilizado álcool em gel e estimulada a frequente lavagem de mãos com água e sabão.